Troque a dentadura por implantes

Postado em

Dentaduras são cada vez mais uma opção antiquada e nada preparada para o aumento da expectativa de vida das pessoas. Essas próteses ainda são muito utilizadas, mesmo não tendo apelo estético nenhum e até por causarem mal à saúde dos pacientes. A sugestão é trocar a instabilidade e insegurança da dentadura por implantes dentários.

No Brasil, 72% das pessoas com mais de 50 anos tem pelo menos um dente faltando na boca. Isso traz dor, desconforto e limitações na hora de falar, de comer e também de conviver socialmente. Mesmo se for um dente lá do fundo, que não aparece, ainda assim sua perda interfere. As técnicas e materiais utilizados nos implantes estão mais do que consolidadas, com índice alto de sucesso de 98%. Por isso, não é necessário ter receio na hora de investir nessa opção.

Essa troca melhora, e muito, a qualidade de vida dos pacientes. Claro, é importante lembrar que cada caso é único e específico, com diversos fatores sendo levados em consideração. Alguns deles são a perda óssea, comum com a idade, e o tabagismo, por exemplo. Quando a estrutura óssea não permite o número necessário de implantes, há a opção de enxerto ósseo.

Os implantes vão oferecer maior estabilidade e aumentará a eficácia da mastigação e da fala, pois proporcionam um efeito mais natural. Eles têm uma vida útil muito maior que das próteses móveis: estudos comprovam que, quando bem cuidados, podem durar 20 anos, contra a vida útil média de cinco anos da dentadura. Ainda contamos, é claro, com a questão estética, trazendo mais confiança na hora de sorrir e de se expressar, refletindo em uma autoestima mais elevada.

  • Compartilhar

0 Comentários

Deixe um comentário

Seu e-mail não ficará visível.