Superando o medo do dentista

Postado em

Sabe o que é mais comum do que pensamos, parece bobagem mas não é e ainda pode ser um perigo para sua saúde? Sim, aquele medo de visitar o dentista pode se tornar um grande problema. Talvez esse medo seja quase instintivo, sobrevivendo a tempos distantes onde os instrumentos utilizados pelos profissionais eram mais grosseiros e os tratamentos não eram tão delicados, sempre resultando em dor. Ainda, pode ser um evento traumático mesmo, com experiências anteriores ruins.

Essa relação de dentista com sofrimento deve acabar de uma vez por todas, e vamos dar umas dicas para quem sofre com esse mal. Afinal, as visitas periódicas ao dentista são responsáveis por manter o sorriso em dia.

– Acompanhamento frequente significa menos problemas futuros. Não espere o dente doer para procurar o seu dentista.
– Se está com dor, pense na sua saúde e no seu bem-estar: adiar a visita vai prolongar ou até agravar seu problema.
– No dia da consulta, fale sem vergonha sobre seus medos, dúvidas e traumas ao dentista. Confiança entre paciente e profissional é essencial.
– Se lhe tranquilizar, não se acanhe em pedir ao dentista que explique antes da consulta cada passo do procedimento que será feito.
– Lembre-se que cada caso é um caso, tornando seu tratamento único. Se alguém teve uma experiência ruim não significa que você também terá.
– Lembre-se também que os procedimentos atualmente são super modernos, cada vez mais rápidos, menos invasivos e dolorosos.
– Se você tiver crianças em casa, não passe adiante o seu medo. E se você já superou esse problema, não trate a ida ao dentista como castigo, ok? Pelo contrário, mostre a eles que esse profissional é um aliado, um amigo e que cuida muito bem da saúde do sorriso de todos.

  • Compartilhar

0 Comentários

Deixe um comentário

Seu e-mail não ficará visível.