Smartphone pode acelerar o aparecimento de rugas na região do pescoço

Postado em

Sabemos: smartphones e sua tecnologia são um fenômeno relativamente recente e ainda não sabemos direito quais as consequências do uso direto. A novidade é que uma nova condição foi diagnosticada culpando essa mania que a gente tem de toda hora estar checando o celular, seja redes sociais, whatsapp ou algum outro aplicativo.

O nome dado é “tech-neck”, que vem da junção das palavras em inglês “tech”(tecnologia) e “neck”(pescoço) e está causando o aparecimento de rugas na região do pescoço. Aparentemente, esse mal geralmente ataca pessoas entre 18 e 39 anos que olham para o celular pelo menos 150 vezes por dia. Acha exagero? Contabilize cada espiadela e depois conversamos. Essa é uma questão que cada vez vem atingindo pessoas mais jovens, por conta do uso do celular.

O problema é bem esse mesmo: olhar pra baixo. Fazer esse movimento e manter a cabeça inclinada pra baixo é péssimo, favorecendo o surgimento de rugas na área que abrange pescoço, queixo e parte inferior do rosto – inclusive as bochechas. Isso acelera o impacto da gravidade e a perda da elasticidade da pele. Claro, incidência do sol e a pele ficando mais fina com o passar do tempo também colaboram.

Que tal dar um tempinho no smartphone? Impossível? Apareça aqui no Instituto Novva e converse com nossos profissionais 😉

  • Compartilhar

0 Comentários

Deixe um comentário

Seu e-mail não ficará visível.