Rugas e suas diferenças

Postado em

Rugas são um sinal de envelhecimento e se formam principalmente devido à perda de colágeno, que é a substância responsável pela sustentação da pele, da elastina e do ácido hialurônico. Elas aparecem principalmente em áreas mais expostas ao sol, por isso o rosto é a parte mais afetada do corpo. Ainda, a repetição de expressões faciais (como franzir a testa, por exemplo) faz com que o rosto fique marcado naquele local e, aos poucos, vai marcando cada vez mais essas expressões.

Além do envelhecimento, existe uma série de fatores que podem causar o surgimento das rugas, como falta de proteção solar, fatores genéticos ou hormonais, espessura da pele, estresse, poluição, tabagismo, má alimentação e consumo excessivo de açúcar.

Existem diversos tipos de rugas, que normalmente são classificadas em dois tipos. As dinâmicas são aquelas causadas por movimentos repetitivos dos músculos faciais, como linhas de expressão na testa, ao redor dos olhos ou entre as sobrancelhas. Já as estáticas são visíveis mesmo com o rosto em repouso, pois são mais profundas.

Dependendo do tipo e da localização das rugas, alguns tratamentos são recomendados. Entre eles, a aplicação de toxina botulínica (botox) para paralisar determinados músculos da face por um período de tempo e, assim, obter uma pele mais lisa e aspecto jovem. Outra opção pode ser o ácido hialurônico, que preenche sulcos mais profundos e devolve o viço à pele.

Ainda podemos reparar nas rugas mistas, formadas pela ação conjunta da gravidade e dos movimentos, e as rugas gravitacionais, causadas pela flacidez da pele e pela ação da gravidade, sendo mais comuns ao redor do maxilar, queixo e diante das orelhas.

 

 

 

Woman photo created by pressfoto – www.freepik.com

  • Compartilhar

0 Comentários

Deixe um comentário

Seu e-mail não ficará visível.