Relação entre higiene bucal e doenças cardíacas

Postado em

Cuidar da saúde bucal vai além da questão estética, e muitas pessoas esquecem disso. Então, é importante saber que existe relação direta de uma boa higiene do seu sorriso com doenças cardíacas. A má escovação causa acúmulo de bactérias nos dentes, o que traz mau hálito, placa bacteriana, tártaro e inflamação na gengiva.

As bactérias (e outros germes) da gengiva inflamada pode chegar até o coração por meio da corrente sanguínea e se instalar em alguma área que já esteja lesionada, o que causa a endocardite (uma infecção do revestimento interno do órgão). Outra possibilidade é essa inflamação produzir proteínas que destroem o tecido e formam placas de gordura, além de diminuir o calibre dos vasos e reduzir o fluxo sanguíneo. Todos esses fatores podem levar a doenças coronárias, como aterosclerose, AVC, arritmia ou até a um infarto.

Um estudo do Instituto do Coração (Incor) apontou que 40% dos pacientes que possuem doenças cardiovasculares não apresentam uma higiene adequada do sorriso. Esse número se torna ainda mais relevante porque, no Brasil, essas doenças são responsáveis por cerca de 30% das mortes ao ano. A endocardite, por exemplo, é uma doença séria e quando não tratada pode destruir a válvula de bombeamento que leva o sangue ao coração, ocasionando um quadro de insuficiência aguda e muito grave.

Portanto, é essencial que a higiene bucal seja levada muito a sério, principalmente por quem já tem algum problema relacionado a doenças cardíacas. Visite o seu dentista periodicamente e observe qualquer alteração na dentição ou nas gengivas. O seu coração agradece.

 

 

 

People photo created by pressfoto – www.freepik.com

  • Compartilhar

0 Comentários

Deixe um comentário

Seu e-mail não ficará visível.