Dica Netflix: Com Amor, Van Gogh

Postado em

“Eu sonho minha pintura, e então eu pinto o meu sonho.” Essa é uma famosa frase atribuída ao pintor Vincent Van Gogh, reconhecido mundialmente pelo seu talento na arte pós-impressionista. Os diretores Dorota Kobiela e Hugh Welchman levaram essa afirmação ao pé da letra quando criaram “Com amor, Van Gogh”.

Com inspiração em mais de 400 pinturas da curta, porém frutífera, carreira de Van Gogh, o filme é um dos fortes concorrentes ao prêmio Oscar 2018 de Melhor Animação. Foram cerca de seis anos de trabalho, onde as técnicas de pintura do artista foram reproduzidas e adaptadas por 125 pintores em 65 mil frames, sendo que as imagens filmadas dos atores foram usadas como base.

A história em si mistura ficção e a biografia do pintor. Utilizando os temas e as personagens de suas pinturas, vai sendo contada a vida de Van Gogh e os mistérios que cercaram sua morte, aos 37 anos, em 1890. Ele começou a pintar tardiamente, aos 28 anos, e sua personalidade inquieta e repleta de particularidades o fizeram ser encarado como louco.

A beleza das cenas de “Com amo, Van Gogh” não reflete somente a obra histórica deixada pelo personagem título e sua importância para o mundo das artes plásticas, mas também aponta para a necessidade de lutar pelo que se deseja. O dia a dia é repleto de percalços, mas conquistamos diariamente uma vitória quando o sonho se mantém vivo. Até porque, como bem diria o próprio Van Gogh: “que seria da vida se não tivéssemos nenhuma coragem de tentar qualquer coisa?”.

Confira o trailer:

 

 

 

 

Créditos imagens: Copyright 2017 Loving Vincent Sp.z.o.o. & Loving Vincent Ltd.

  • Compartilhar

0 Comentários

Deixe um comentário

Seu e-mail não ficará visível.