Cefaléia crônica, que pode ser tratada com botox

Postado em

Depois de diagnosticada pelo seu médico, a enxaqueca crônica pode ser tratada com aplicações de botox. Este tipo de dor de cabeça se caracteriza principalmente por dores pulsantes de um lado da cabeça, moderadas ou fortes, associadas à náusea, vômito e intolerância à luz e ao barulho, com duração de quatro a 72 horas, acontecendo durante mais de 15 dias em um mês. Esta é uma doença que atinge cerca de 2% da população mundial, onde as mulheres são três vezes mais predispostas a sofrerem com este desconforto.

A dor característica pode ser agravada por atividades físicas cotidianas, como subir escadas, por exemplo. Outros fatores podem trazer à tona o problema, como períodos curtos de sono, estresse, alimentação errada ou uso abusivo de analgésicos.

Após diversas pesquisas, chegou-se à conclusão de que o tratamento com botox reduz moderadamente a frequência dessas dores de cabeça tão chatas. Aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), é uma opção segura e que age exatamente onde o paciente sente dor, paralisando a musculatura destes locais. Como nos tratamentos estéticos, o botox tem efeito temporário de quatro a seis meses, mas oferece vantagens ao apresentarem menos efeitos colaterais que os remédios tradicionais.

Porém, a restrição: este tratamento não tem resultados comprovados em situações além da enxaqueca crônica, como dores de cabeça e enxaquecas menos frequentes ou cefaleia tensional, que é a dor de cabeça mais comum, relacionada à tensão muscular.

  • Compartilhar

0 Comentários

Deixe um comentário

Seu e-mail não ficará visível.